terça-feira, 18 de novembro de 2014

31ª BIENAL DE ARTES

Em sua 31ª edição, sob o título "Como (...) coisas que não existem", os curadores Charles Esche, Galit Eilat, Nuria Enguita Mayo, Pablo Lafuente e Oren Sagiv, em colaboração com as equipes internas da Fundação Bienal, propõem uma discussão sobre como as coisas que não existem podem ser trazidas à existência, de modo que contribuam para uma visão diferente do mundo por meio de experiências e emoções que não estão presentes nas análises corriqueiras da vida humana. No dia 18 de novembro os alunos do 1º ano B visitaram a Bienal, e se interessaram muito com as obras apresentadas.

Por: Ricardo Furlan

Nenhum comentário:

Postar um comentário